EX-PREFEITO DE MOSSORÓ É CONDENADO POR PECULATO


O juiz Cláudio Mendes Júnior, da 3ª Vara Criminal de Mossoró, condenou o ex-prefeito Silveira Júnior a 4 anos e dois meses de prisão pelo crime de peculato, dentro da Operação Sal Grosso.

No período de janeiro de 2005 a julho de 2007, no exercício do mandato de vereador,Francisco José Júnior, “desviou, em proveito próprio, recursos financeiros liberado mensalmente aos parlamentares da Câmara Municipal de Mossoró”. Silveirinha era o presidente da Casa.

Essa é a conclusão da sentença que condena o ex-prefeito de Mossoró a 4 anos e 2 meses de prisão.

Ainda conforme a sentença, com colaboração de outros agentes “Francisco José Júniordesviou a importância de R$ 75.924,76 (setenta e cinco mil, novecentos e vinte e quatro reais e setenta e seis centavos) em prejuízo do patrimônio público de Mossoró”. Atualizado monetariamente até dezembro de 2015, o montante representa o total de R$ 155.100,15 (cento e cinquenta e cinco mil e cem reais e quinze centavos).

ACUSAÇÃO – De acordo com o Ministério Público os valores repassados para o gabinete de Francisco José Júnior, , nos anos de 2005 e 2007, mediante cheques, foram sacados na “boca do caixa” por um familiar, e desviados por ele para as contas pessoais do acusado (Silveirinha), “misturando-se ao salário deste, bem como aos demais créditos”.

Ainda conforme a denúncia “Assim que os cheques eram descontados no caixa e, em seguida, o dinheiro era depositado na conta bancário do acusado, no entanto, outros cheques também foram depositados diretamente da conta bancária de Francisco José Júnior, com o mesmo propósito de serem desviados.

Com informações de Carlos Skarlack.


O magistrado determinou que Silveira pode continuar em liberdade. À decisão cabe recursos.

Fonte.blogdedaltroemerenciano

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.