POPULAÇÃO DO RN ESTÁ VIVENDO DIAS DE PÂNICO!


Por Andréia Mendonça

Da Redação - 28/12/2017 - 21h55

Desde o último dia 19 de novembro os Policiais Militares do Rio Grande do Norte fizeram uma paralisação para reivindicar seus salários e melhores condições de trabalho. Desde então, o RN está em alerta e as pessoas vivendo com medo da violência nas ruas.

São quase 10 dias de paralisação e o Governo nada resolveu em relação ao pagamento dos salários atrasados daqueles que fazem a segurança dos cidadãos Potiguares. Ainda assim, a Desembargadora Judite Nunes, no último domingo, véspera de Natal, considerou ilegal esse movimento social que os PMs estão articulando. A Desembargadora determinou que os mesmos voltassem de imediato as suas funções.

Os PMs alegam que não têm condições de trabalhar, pois além de estarem sem dinheiro, devido os salários atrasados, eles estão com equipamentos precários para uma ação efetiva nas ruas, como por exemplo, coletes vencidos e viaturas sucateadas.


Em quanto isso, a população do RN sofre, amedrontada com a grande onda de violência e de bandidos aproveitadores que estão cometendo roubos e furtos aos cidadãos e aos comércios. Além disso outros crimes piores aconteceram, como os homicídios que estão sendo divulgados pelas mídias nesses últimos dias, isso sem medo e na cara limpa, pois eles estão seguros de que não serão presos.
As duas maiores cidades do Estado que são Natal e Mossoró, estão sofrendo ainda mais. As pessoas estão em pânico e para não correrem o risco de sofrer algum tipo de violência nas ruas, o povo é que está se encarcerando em suas residências.
Até quando vamos viver essa maré de crimes como a que está acontecendo nos últimos dias? Os comerciantes não aguentam mais terem seus estabelecimentos arrombados por criminosos que ficam impunes e voltam a assaltar e roubar. A população em geral está com medo, mas temos que cobrar do Governo do Estado, pois não seria justo cobrar daqueles que muitas vezes dão suas vidas (literalmente falando) pelo trabalho. Logo, como cobrar de quem não tem ao menos um colete à prova de balas para se proteger?


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.