PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO REÚNE MUNICÍPIOS POTIGUARES


Gestores de turismo do Rio Grande do Norte discutiram, em Natal, o futuro do Mapa do Turismo no estado e programas do MTur voltados para os municípios


Por Geraldo Gurgel

Mais de 100 gestores municipais de turismo do Rio Grande do Norte e empresários do setor se reuniram em Natal nesta terça-feira (27) para tratar da atualização do Mapa do Turismo Brasileiro, ferramenta de gestão pública criada pelo Ministério do Turismo e mantida em parceria com as secretarias estaduais do setor. Dos 167 municípios potiguares, 75 estão no mapa agrupados em cinco regiões turísticas. O mapa será atualizado em abril de 2019 e os municípios que se mantiverem no documento estarão integrados à política nacional de turismo, com prioridade para receber ações de fomento ao turismo regional.


A palestra da coordenadora-geral de Mapeamento e Gestão Territorial do MTur, Ana Carla Moura, destacou princípios do Programa de Regionalização do Turismo (PRT) e os programas que o MTur oferece para apoiar o desenvolvimento tanto da oferta principal quanto da oferta complementar e de apoio nos destinos. “Os municípios precisam estar inseridos no mapa e seguirem os caminhos que o turismo oferece localmente. A produção de receita e desenvolvimento se dá pela geração de empregos, grande força do setor”, definiu Moura.

Também foram discutidas iniciativas como o Calendário Nacional de Eventos do Ministério do Turismo na promoção dos destinos e a elaboração de projetos para o Portal de Convênios do Governo Federal (SICONV). Segundo o secretário estadual de Turismo, Manuel Gaspar, os temas em debate são de extrema importância para a política de investimentos do turismo nos próximos anos. “Programas que priorizam a análise de financiamentos, de projetos e de convênios são fundamentais. Se temos a certeza do nosso potencial no setor, precisamos estar capacitados a receber esses investimentos que podem melhorar a economia e, consequentemente, a qualidade de vida nos municípios”, afirmou.


O apoio ao setor privado foi outra pauta em destaque, com a apresentação das regras de acesso ao Prodetur + Turismo e ao Fundo Geral de Turismo (Fungetur), que contemplam o setor público e o empresariado da atividade. Ana Carla Moura recomendou aos prefeitos e empresários falou, ainda, que ambos os programas de financiamento exigem, entre outros critérios, o registro regular no Cadastur para os empreendedores.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Furto na rede elétrica deixa mais de 8,8 mil imóveis sem luz em Areia Branca

Três grupos mostram interesse no Leilão do Porto Ilha

Homem é encontrado morto com sinais de espancamento em Areia Branca