Moratória da Argentina afeta dólar e exportações no Brasil, dizem analistas


A decisão da Argentina de pedir moratória ao FMI (Fundo Monetário Internacional) deverá respingar sobre o Brasil, principalmente no câmbio e nas exportações, afirmaram economistas ouvidos pelo UOL. O dólar poderá bater nesta quinta-feira (29) seu recorde de preço do Plano Real. A maior cotação é de R$ 4,196, registrada em 13 de setembro de 2018.

 "A reação dos mercados será agressiva. Isso deve trazer mais pressão sobre o real, apesar das medidas anunciadas pelo Banco Central (BC) nos últimos dias para conter a alta do dólar. O mercado irá testar o BC. O volume de dólares que ele oferecer certamente será demandado pelo mercado", disse André Perfeito, economista-chefe da Necton Investimentos. Desde a semana passada, o BC começou a realizar leilões de dólar no mercado à vista, utilizando as reservas internacionais do país.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Furto na rede elétrica deixa mais de 8,8 mil imóveis sem luz em Areia Branca

Três grupos mostram interesse no Leilão do Porto Ilha

Homem é encontrado morto com sinais de espancamento em Areia Branca