Moratória da Argentina afeta dólar e exportações no Brasil, dizem analistas


A decisão da Argentina de pedir moratória ao FMI (Fundo Monetário Internacional) deverá respingar sobre o Brasil, principalmente no câmbio e nas exportações, afirmaram economistas ouvidos pelo UOL. O dólar poderá bater nesta quinta-feira (29) seu recorde de preço do Plano Real. A maior cotação é de R$ 4,196, registrada em 13 de setembro de 2018.

 "A reação dos mercados será agressiva. Isso deve trazer mais pressão sobre o real, apesar das medidas anunciadas pelo Banco Central (BC) nos últimos dias para conter a alta do dólar. O mercado irá testar o BC. O volume de dólares que ele oferecer certamente será demandado pelo mercado", disse André Perfeito, economista-chefe da Necton Investimentos. Desde a semana passada, o BC começou a realizar leilões de dólar no mercado à vista, utilizando as reservas internacionais do país.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.