ONU veta discurso do Brasil na cúpula do clima em Nova York, diz jornal

O Secretário Geral das Nações Unidas, António Guterres

A ONU (Organização das Nações Unidas) decidiu que o Brasil não terá direito a discurso na cúpula do clima, evento que será realizado na próxima 2ª feira (23.set.2019), em Nova York. De acordo com as informações do jornal Folha de S. Paulo, o enviado especial da secretaria-geral da ONU, Luis Alfonso de Alba, justificou a decisão sob o argumento de que o país não apresentou “nenhum plano para aumentar o compromisso com o clima”.

Os Estados Unidos também poderão ficar fora da lista dos países participantes, junto com a Arábia Saudita, Japão, Austrália e Coreia do Sul. Ao menos 60 países, incluindo França e Reino Unido, devem realizar discursos durante a cúpula.

Alba afirmou que a ONU pediu para que os países enviassem 1 plano para aumentar a ambição das nações com os compromissos climáticos. O secretário selecionou apenas os países que teriam discursos inspiradores, de acordo com os documentos que recebeu.

Segundo a reportagem da Folha, as contribuições anunciadas pelos países na assinatura do Acordo de Paris sobre a mudança do clima em 2015 não são suficientes para conter o aumento da temperatura média do planeta abaixo de 2ºC. As metas devem ser revistas entre 2020 e 2023.

Outro fator alarmante foi o aumento de eventos climáticos extremos que refletem internacionalmente, como as queimadas na Amazônia. Isso resultou em pressão para os países se adiantassem a discussão do clima.

A cúpula do clima será realizada na véspera da Assembleia Geral da ONU, que começa na 3ª feira (25.set), e foi convocada pelo secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, para encorajar a ambição política dos países, em uma conversa direta com os chefes de Estado.

Via Poder 360

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.