Senado impõe derrota a Deltan Dallagnol no CNMP


Por Jota - 18/09/2019 - 21h20

O plenário do Senado rejeitou a indicação de Lauro Nogueira para mais um mandato no CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público). Ele era um dos mais aguerridos defensores de Deltan Dellagnol no plenário do CNMP. Foram 34 votos contra a recondução e 26 a favor.

A senadora Kátia Abreu disse que a rejeição de Nogueira não é retaliação à Lava Jato. "Não me venha com essa de que voto de A e de B é contra lava jato. Estamos vendo onde os vestais da LJ estão indo."

Na sequência, o Senado rejeitou a segunda indicação para o CNMP. Demerval Farias Gomes Filho, do Ministério Público do DF, teve o nome rejeitado por 33 votos contra 15. Com o quórum baixo, as chances de aprovação eram pequenas (eram necessários 41 votos pela aprovação).

Renan Calheiros nega que a rejeição dos nomes de dois conselheiros do CNMP - para um segundo mandato - seja retaliação à Lava Jato: "Não tem nada a ver. Cabe ao senado apreciar nomes de autoridades. Cada um vota secretamente com a sua consciência, tem que respeitar".

Minutos antes, da tribuna do plenário do Senado, Renan Calheiros comunicou que entrou com nova representação no CNMP, pedindo o afastamento de Deltan Dellagnol.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.