Suspeito confessa assassinato de professor no litoral do RN e é liberado pela polícia

Eliezel Urbano foi assassinado a facadas em casa na praia de Barreta, em Nísia Floresta, na madrugada da quarta (22). — Foto: Redes sociais

Um dos suspeitos de ter matado o professor Eliezel Urbano, de 42 anos, se apresentou à Polícia Civil nesta quinta-feira (23) e confessou ter esfaqueado a vítima durante uma briga, em uma casa da praia de Barreta, em Nísia Floresta, na região metropolitana de Natal. O crime aconteceu na madrugada de quarta-feira (22). Como não foi preso em flagrante, o homem acabou sendo liberado.

Segundo a Polícia Civil, dois dos três homens que estavam na casa com o professor e um colega dele se apresentaram à delegacia, acompanhados de advogado. Um confessou que esfaqueou o professor enquanto o outro declarou que não teve participação no crime. O terceiro suspeito também teria tido envolvimento na briga, mas ainda não foi encontrado.

O crime aconteceu na madrugada da quarta-feira (22), durante uma bebedeira na casa de praia. A vítima sofreu pelo menos oito cutiladas, de acordo com a polícia. Eliezel estava em uma casa com outro amigo professor e a dupla teria chamado outros três rapazes para beberem juntos. Conforme a polícia, Eliezel era homossexual e teria assediado um dos rapazes, que não gostou e começou uma confusão, na qual a vítima foi esfaqueada.
De acordo com a Delegacia de Nísia Floresta, o assassino confesso não permaneceu preso porque livrou o flagrante e agora só pode ser detido por força de mandado judicial. Mais informações sobre as investigação não foram dadas.

Com conteúdo G1RN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Furto na rede elétrica deixa mais de 8,8 mil imóveis sem luz em Areia Branca

Três grupos mostram interesse no Leilão do Porto Ilha

Homem é encontrado morto com sinais de espancamento em Areia Branca