Petrobras começa venda de parques eólicos no Rio Grande do Norte

Energia eólica RN — Foto: Igor Jácome/G1

A Petrobras começou a fase de venda das suas participações acionárias em dois parques eólicos localizados no município de Guamaré, na região da Costa Branca potiguar. Nesta sexta-feira (31), a empresa divulgou documentos com informações sobre ambos os empreendimentos, em busca de possíveis compradores. A ação faz parte dos desinvestimentos da estatal.

As empresas colocadas à venda são a Eólica Mangue Seco 1 e Eólica Mangue Seco 2, proprietárias de usinas de geração de energia eólica no estado. Segundo a petroleira, elas fazem parte de um complexo de quatro parques eólicos com capacidade instalada total de 104 MW. Cada uma detém e opera um parque eólico com 13 turbinas e capacidade de 26 MW.

A "divulgação de oportunidade", que contem as principais informações sobre os ativos e os critérios de elegibilidade para a seleção de potenciais compradores, foram publicadas no site da Petrobras (aqui). De acordo com o documento, ambos os parques à venda tem contrato de venda de energia de 2012 até 2032.

Ainda segundo a Petrobras, a divulgação da venda ocorre conforme as diretrizes para desinvestimentos e com o regime especial de desinvestimento de ativos pelas sociedades de economia mista federais.
"Essas operações estão alinhadas à otimização do portfólio e à melhora de alocação do capital da companhia, visando à maximização de valor para os seus acionistas", informou a empresa, em nota.

Participações

Na Mangue Seco 1, a Petrobras e a Alubar Energia S.A possuem, respectivamente, 49% e 51% de participação. Na Mangue Seco 2, a Petrobras e a Eletrobras possuem, respectivamente, 51% e 49% de participação.

Com conteúdo G1RN

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.