Dupla acusada de tentativa de homicídio em Areia Branca vai a juri popular em Mossoró


Começa nesta terça feira 3 de março a primeira pauta de julgamentos do Tribunal do Juri Popular de Mossoró no ano de 2020. Dois acusados de homicídio estarão sentados no banco dos réus.

O primeiro processo a ser julgado foi desaforado da comarca de Areia Branca para Mossoró. Matheus Ramalho Moura de Oliveira e Lucas Santiago Brito, serão julgados pela sociedade mossoroense, acusados de tentarem matar a tiros, a pessoa de Francinaldo Bernardo da Silva, vulgo “ Naldo Coró”, crime ocorrido no dia 21 de fevereiro de 2014 no Bairro Ipê em Areia Branca.

A vítima foi alvejada com vários disparos de arma de fogo, levada as pressas ao hospital e sobreviveu ao atentado, sendo assassinada em outras circunstâncias, em 2016.

Matheus Ramalho e Lucas Santiago serão defendidos pelos advogados, Marlus Cesar Rocha Xavier e Emmanoel Nogueira do Vale. Na acusação, representando o Ministério Público Estadual, atuará o promotor de justiça Ítalo Moreira Martins.

Na presidência do Tribunal do Juri Popular, comandando os trabalhos, o juiz Vagnos Kelly de Figueiredo. Representando a sociedade mossoroense, estarão sete membros, compondo o corpo de jurados. O Julgamento está previsto para ser iniciado as 08h30min desta terça feira (3) no Forum Silveira Martins, no Bairro Costa e Silva

Morte da criança Antony Caleb

Na quarta feira dia 4, estarão sentados no banco dos réus, os irmãos Geovani de Melo Nogueira e Jefferson de Melo Nogueira, acusados do assassinato da criança Antony Caleb Bezerra da Silva, de 1 ano e 6 meses crime ocorrido no dia 4 de novembro de 2018 no Bairro Malvinas em Mossoró.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.