Prefeitura de Patu, RN, torna obrigatório uso de máscaras na rua e cria ‘patrulha da dispersão’ para acabar com aglomerações

Patrulhas dispersivas acontecem rotineiramente em Patu em prevenção à Covid-19 — Foto: Secretaria de Saúde de Patu

A Prefeitura de Patu, no Oeste potiguar, determinou o uso de máscaras hospitalares pela população durante a circulação na rua, para evitar possíveis contágios da Covid-19. Além disso, o Município também realiza uma “patrulha da dispersão”, com o objetivo de acabar com os pontos de aglomeração na cidade. Patu ainda não tem casos confirmados da doença, mas adotou as práticas por precaução.
As medidas estão em um decreto municipal, que também orienta a aplicação de multa para quem descumpri-las: R$ 200 para a população e R$ 500 para estabelecimentos que permitirem a entrada de clientes sem as máscaras. Aos estabelecimentos, o valo é cobrado por cada pessoa sem o item de proteção.

De acordo com a secretária de Saúde de Patu, Dayanny Dantas, a prefeitura já vinha adotando ações educativas junto à comunidade, que não ofereceu resistência ao cumprimento das determinações. “O decreto tem uma função muito mais educativa do que punitiva. Nossa intenção é orientar as pessoas”, afirma.
Ainda segundo Dayanny Dantas, o Município adquiriu seis mil máscaras hospitalares, que serão distribuídas na cidade. Porém o material ainda não chegou e a Secretaria de Saúde está trabalhando com as que tem disponível.

A patrulha da dispersão foi montada com integrantes da Polícia Militar, da guarda municipal de da vigilância sanitária. As equipes saem pelas ruas conversando com as pessoas sobre a necessidade do distanciamento físico para não permitir a propagação o novo coronavírus.
“A patrulha circula pela cidade e orienta as pessoas sobre os perigos de contágio. Eles vão em lugares em que acontece aglomerações comumente, como lotéricas e supermercados. Quando nota a aglomeração, a equipe vai até o local e conversa com quem está lá. Durante a patrulha, também são distribuídas algumas máscaras para quem não tem”, detalha Dayanny.

Também foram montadas barreiras sanitárias nas entradas de Patu, para fiscalizar veículos e orientar quem chega na cidade. “Quem chega e não sabe do decreto recebe máscaras nessas barreiras”, diz a secretária.

Dayanny Dantas explica que, apesar de Patu não ter casos confirmados de Covid-19, a intenção é evitar que o vírus chegue ao município. “Estamos perto de outras cidades que já têm casos da doença, como Caraúbas e Alexandria. Então é uma preocupação nossa evitar que chegue aqui”, reforça.

População de Patu está usando máscaras na rua por determinação da prefeitura da cidade — Foto: Secretaria de Saúde de Patu

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.