Covid-19: interferon acelera a recuperação dos pacientes, comprova estudo


Remédio diminui a infecção e reduz o tempo em que o vírus pode ser detectado no trato respiratório

Por Da Redação

18 maio 2020, 16h30 - Publicado em 18 maio 2020, 16h26


Um estudo divulgado pela publicação científica Frontiers in Immunology  afirma que o tratamento com interferon, pode melhorar significantemente a eliminação do novo coronavírus do organismo e reduzir os níveis de proteínas inflamatórias em pacientes infectados com a Covid-19.

Os pesquisadores realizaram um estudo exploratório em 77 pacientes adultos internados em Wuhan, o berço da doença, na China, e descobriram que o tratamento com o interferon reduziu a duração do vírus detectável no trato respiratório superior e os níveis de Interleucina-6 e proteína C-reativa no sangue, duas proteínas inflamatórias.

Os resultados mostram ainda que há potencial para o desenvolvimento de uma intervenção antiviral eficaz para a doença. “Esses achados sugerem que o interferon deve ser mais investigado como forma de tratamento para pacientes com a Covid-19”, argumenta o documento. Até hoje, não há nenhuma terapia antiviral aprovada para combater o vírus.

“Isso reforça a importância de realizar um tratamento com o interferon para a eliminação do vírus, porque isso substituirá os efeitos inibitórios da doença”, explica Eleonor Fish, médica do Instituto de Pesquisa do Hospital Geral de Toronto e do Departamento de Imunologia da Universidade de Toronto e uma das coautoras do estudo, à agência Eurekalert.


Com conteúdo Veja

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Furto na rede elétrica deixa mais de 8,8 mil imóveis sem luz em Areia Branca

Três grupos mostram interesse no Leilão do Porto Ilha

Homem é encontrado morto com sinais de espancamento em Areia Branca