Em novo recorde, Brasil registra 881 mortes por Covid-19 em 24 horas


O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira, 12, a atualização do número de casos oficiais de pessoas diagnosticadas com coronavírus e de óbitos causados pela doença no país. Foram confirmados 9.258 novos casos nas ultimas 24 horas, 177.589 no total.  O número de óbitos bateu mais um recorde de registros em um dia e totalizou 881 óbitos novos. O total é de 12.400 mortes desde o início da pandemia.
São Paulo continua sendo o Estado com o maior número de casos oficiais. São 47.719 casos, 3.949 mortes. O Rio de Janeiro vem em seguida, com 18.486 casos e 1.928 óbitos.

Saiba logo no início da manhã as notícias mais importantes sobre a pandemia do coronavirus e seus desdobramentos. Inscreva-se aqui para receber a nossa newsletter

Há 145.000 amostras que aguardam resultado das análises.

Monitoramento da doença

De acordo com o Ministério da Saúde, 39 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave positivos para Covid-19 foram identificados com datas anteriores a 26 de fevereiro, dia em que foi confirmado o primeiro caso conhecido de Covid-19 no país. Para verificar a validade desses dados, e portanto saber se a doença circulou no país antes da data anteriormente divulgada, a pasta pediu que esses registros fossem reavaliados pelas secretarias estaduais de saúde.

O sistema de monitoramento de gripe do Ministério da Saúde, apontou que desde o início da pandemia sete enfermeiros já morreram por Covid-19.

Cadastro de profissionais

Cerca de 931.000 profissionais de todas as categorias estão cadastrados em um banco de dados de treinamento online para preparar-se para trabalhar no combate da pandemia; e destes 413 000 estão disponíveis para atuar em qualquer uma das regiões brasileiras. Há ainda um programa para estudantes onde novos 1.009 profissionais trabalham no atendimento de infectados sob supervisão de outros especialistas.

Para avaliar os cadastrados, há uma pesquisa que mede os impactos da saúde mental destes profissionais. Cerca de 200.000 já responderam e, em Manaus, 6% dos que responderam a pesquisa já apresentam algum tipo de acometimento psíquico, a exemplo de depressão e ansiedade.

Com conteúdo Veja

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.