PGR avaliará nesta terça se abre investigação contra Anonymous

Representante do Anonymous (Foto: Reprodução / Twitter)

Nesta segunda, uma célula brasileira do grupo hacker Anonymous anunciou que começará a divulgar dados pessoais de bolsonaristas nas redes sociais

Por Robson Bonin
2 jun 2020, 00h44

A Procuradoria-Geral da República vai analisar nesta terça-feira se abre investigações para apurar o ataque hacker contra o presidente Jair Bolsonaro, seus filhos e ministros do governo.
Nesta segunda, uma célula brasileira do grupo hacker Anonymous anunciou que começará a divulgar dados pessoais de bolsonaristas nas redes sociais.

Até o momento, foram disponibilizadas informações pessoais de Jair Bolsonaro, Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ),  Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), Douglas Garcia (deputado estadual), Abraham Weintraub (Educação), Daniela Weintraub (mulher de Weintraub), Damares Alves e Luciano Hang, o dono da Havan investigado no STF por financiar o gabinete do ódio.

Com conteúdo Veja

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.