PGR avaliará nesta terça se abre investigação contra Anonymous

Representante do Anonymous (Foto: Reprodução / Twitter)

Nesta segunda, uma célula brasileira do grupo hacker Anonymous anunciou que começará a divulgar dados pessoais de bolsonaristas nas redes sociais

Por Robson Bonin
2 jun 2020, 00h44

A Procuradoria-Geral da República vai analisar nesta terça-feira se abre investigações para apurar o ataque hacker contra o presidente Jair Bolsonaro, seus filhos e ministros do governo.
Nesta segunda, uma célula brasileira do grupo hacker Anonymous anunciou que começará a divulgar dados pessoais de bolsonaristas nas redes sociais.

Até o momento, foram disponibilizadas informações pessoais de Jair Bolsonaro, Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ),  Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), Douglas Garcia (deputado estadual), Abraham Weintraub (Educação), Daniela Weintraub (mulher de Weintraub), Damares Alves e Luciano Hang, o dono da Havan investigado no STF por financiar o gabinete do ódio.

Com conteúdo Veja

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Furto na rede elétrica deixa mais de 8,8 mil imóveis sem luz em Areia Branca

Três grupos mostram interesse no Leilão do Porto Ilha

Homem é encontrado morto com sinais de espancamento em Areia Branca