Por que o Brasil foi escolhido para testar vacina contra coronavírus


Fontes de Oxford dizem que descontrole na luta contra a pandemia foi crucial para escolha do país

Por Mariana Muniz
3 jun 2020, 16h45

Uma fonte brasileira que atua na Universidade de Oxford explicou ao Radar os motivos que levaram os pesquisadores da vacina contra o coronavírus a escolherem o Brasil como zona de teste.
O anúncio do início dos testes da vacina para a covid-19 chegou a ser comemorado pelo ex-ministro da Saúde Nelson Teich em uma rede social nesta quarta-feira. Ao contrário do que pode parecer, porém, o país não foi escolhido pelo exemplo em gestão, mas por sua ineficiência no controle da doença.

“Somos as cobaias perfeitas, já que aqui [no Brasil] não tem manejo da pandemia. Alta taxa de transmissão é fundamental para conseguirem testar a eficácia da vacina”, afirmou esta fonte ouvida pelo Radar, sem no entanto deixar de lado a importância de o Brasil participar do acordo.

A explicação vai no mesmo sentido do que aponta a doutora Lily Yin Weckx, investigadora principal do estudo e coordenadora do CRIE/Unifesp. “O mais importante é realizar essa etapa do estudo agora, quando a curva epidemiológica ainda é ascendente e os resultados poderão ser mais assertivos”, disse a pesquisadora ao portal da universidade.

Antes de chegar ao Brasil, a vacina passou pela primeira fase, que é a de segurança. Aqui, além de ampliar os dados de segurança, será testada a eficácia da imunização. O procedimento foi aprovado pela Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e terá a infraestrutura médica e de equipamentos financiada pela Fundação Lemann.

Com conteúdo Veja

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Furto na rede elétrica deixa mais de 8,8 mil imóveis sem luz em Areia Branca

Três grupos mostram interesse no Leilão do Porto Ilha

Homem é encontrado morto com sinais de espancamento em Areia Branca