Brasil registra 1.119 mortes por covid-19 em 24h; total é de quase 70 mil



O Brasil tem 69.254 mortes e 1.759.103 casos confirmados de covid-19, segundo levantamento do consórcio de imprensa junto às secretarias estaduais de saúde e divulgado nesta quinta-feira, 9 de julho.

O balanço, atualizado às 20 horas, mostra que em 24 horas foram registrados 1.199  óbitos e 42.907 testes reagentes para o SARS-CoV-2.

O consórcio de veículos reúne UOL, Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra.

Há um mês a média de confirmações diárias de mortes está na marca dos mil registros, o que indica que o país ainda não passou pelo pior da doença.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o que mais teve mortes em todo o mundo nos últimos sete dias, com 7.141. Em segundo lugar está o México, com 4.245 confirmações.

Casos em SP chegam perto de 350 mil

O número de mortes por covid-19 no estado de São Paulo chegou a 17.118 nesta quinta-feira, 9, das quais 330 foram registradas em menos de 24 horas. O total de casos chegou a 349.715, sendo 8.350 confirmados desde o fim da tarde de quarta-feira.

A estimativa da Secretaria Estadual da Saúde é que o número de casos chegue a 470 mil até 15 de junho, enquanto as mortes fiquem entre 18 mil e 23 mil.

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, afirmou nesta quinta que o acesso normal às praias cariocas somente será liberado após a descoberta da vacina contra o covid-19, o que segundo ele poderá ocorrer até o verão. Crivella alertou ainda, que haverá multa para as pessoas que estiveram sem máscara na areia, em torno dos R$ 100 por pessoa.

A taxa de mortalidade por covid-19 no Rio é de 106 pessoas por 100 mil habitantes. Até quarta-feira, 8, morreram mais de 7 mil pessoas na cidade pela doença (7.101), e 62.463 foram contaminadas.

(Com Estadão Conteúdo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.