Presidente do TSE decide que eleições deste ano não terão biometria



Por causa da pandemia de Covid-19, o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, decidiu que não haverá biometria nas eleições deste ano – que já foram adiadas para novembro. Ele seguiu recomendação de infectologistas com quem se reuniu ontem à noite.

Barroso ouviu as opiniões dos médicos David Uip, do hospital Sírio Libanês, Marília Santini, da Fundação Fiocruz, e Luís Fernando Aranha Camargo, do hospital Albert Einstein, que integram grupo que presta consultoria ao tribunal.

Os médicos consideraram que a biometria pode aumentar os riscos de infecção, já que o eleitor deve pôr o dedo no leitor da digital e a Justiça Eleitoral não tem como garantir a higienização frequente.

Também observaram que, como o voto com biometria demora mais, exigir a digital dos eleitores pode causar mais aglomeração que o normal – o que também é fator de risco para contaminação.

O grupo de consultores ainda vai produzir cartilhas de orientações aos eleitores, mesários e candidatos, para ser divulgadas pelo tribunal.

Barroso levará suas definições ao Plenário do TSE para que o tribunal as transforme em resolução.


Com conteúdo O Antagonista

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Furto na rede elétrica deixa mais de 8,8 mil imóveis sem luz em Areia Branca

Três grupos mostram interesse no Leilão do Porto Ilha

Homem é encontrado morto com sinais de espancamento em Areia Branca