As relações de Bannon, preso hoje nos EUA, com a família Bolsonaro

Preso nesta quinta-feira sob suspeita de fraude em uma campanha pela construção do muro entre Estados Unidos e México, o estrategista político Steve Bannon, ex-assessor do presidente americano, Donald Trump, tem ligações próximas com a família do presidente Jair Bolsonaro.

Bannon esteve pela primeira vez com Eduardo Bolsonaro, filho Zero Três do presidente, em agosto de 2018, antes da campanha que terminou com a vitória de Bolsonaro. Na ocasião, Eduardo disse que o ex-estrategista de Trump “se colocou à disposição para ajudar”. “Isso, obviamente, não inclui nada de financeiro. A gente deixou isso bem claro, tanto eu quanto ele. O suporte é dica de internet, de repente uma análise, interpretar dados, essas coisas”, declarou o deputado federal, que publicou uma foto ao lado de Bannon no Twitter.

Em entrevista à BBC Brasil a dois dias do segundo turno de 2018, o americano classificou o presidente como “brilhante”, “sofisticado” e declarou que ele é “muito parecido” com Donald Trump. Demitido do governo americano em agosto de 2017, Bannon foi um dos entrevistados no livro Fire and Fury: Inside the Trump White House (Fogo e Fúria: Por dentro da Casa Branca de Trump), do jornalista Michael Wolff. Entre as declarações a Wolff, ele afirmou que a reunião entre Trump e uma informante russa na campanha de 2016 foi “traidora” e “antipatriótica”.

Já fora da Casa Branca, em 2019, Bannon foi ouvido pelo ministro das Relações Exteriores brasileiro, Ernesto Araújo, a respeito do discurso que Jair Bolsonaro faria na sessão de abertura dos trabalhos da Assembleia Geral das Nações Unidas, em setembro. Segundo publicou o jornal O Estado de S. Paulo, o encontro ocorreu na embaixada do Brasil em Washington.


Com conteúdo Veja

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Furto na rede elétrica deixa mais de 8,8 mil imóveis sem luz em Areia Branca

Três grupos mostram interesse no Leilão do Porto Ilha

Homem é encontrado morto com sinais de espancamento em Areia Branca