Polícia prende suspeito de estuprar sobrinha de 10 anos

A Polícia Civil do Espírito Santo prendeu na madrugada desta terça-feira, dia 18, o suspeito R. H J., de 33 anos, acusado de estuprar e engravidar a sobrinha de 10 anos. Ele estava foragido desde o dia 12 de agosto, quando foi indiciado por ameaça e estupro de vulnerável. A prisão foi feita na Região Metropolitana de Belo Horizonte e foi celebrada pelo governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB). “Que sirva de lição para quem insiste em praticar um crime brutal, cruel e inaceitável dessa natureza”, escreveu o governador. 

Nos últimos dias, os policiais realizaram diversas ações para capturar o tio da vítima – a suspeita é que, após o episódio vir à tona, ele fugiu para o sul da Bahia, onde seus familiares têm residência, e depois se refugiou em Betim, na Grande BH, onde foi localizado. Ele está sendo encaminhado agora a um presídio da Região Metropolitana de Vitória.

O estupro ocorreu na cidade de São Mateus, no norte do Espírito Santo, e ganhou repercussão nacional após a menina ter que ir a Recife realizar o aborto que foi autorizado judicialmente – médicos capixabas do Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes (Hucam) haviam recusado o atendimento, alegando “falta de condições técnicas”. A lei permite a interrupção da gravidez em casos de violência sexual e risco de vida da mãe – o caso em questão se enquadrava nesses dois pontos. Apesar disso, grupos de católicos, evangélicos e políticos foram até a frente do hospital para protestar contra o aborto legal.

Grávida há 22 semanas, a criança descobriu a gestação em um exame médico no início de agosto. À polícia, ela contou que era violentada e ameaçada pelo tio há quatro anos. A época coincide com o período em que ele estava em regime semiaberto. Em 2011, ele foi condenado a 9 anos de prisão por tráfico de drogas e associação criminosa, progrediu de regime em 2017 e zerou a pena.

Acompanhada da avó, a criança está recebendo os cuidados médicos no Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros, Cisam, em Recife, referência no atendimento a mulheres vítimas de estupro ou com gestação em risco. Ela finalizou o procedimento de aborto nesta segunda-feira, dia 17, e hoje está bem.


Com conteúdo Veja

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Furto na rede elétrica deixa mais de 8,8 mil imóveis sem luz em Areia Branca

Três grupos mostram interesse no Leilão do Porto Ilha

Homem é encontrado morto com sinais de espancamento em Areia Branca