Rogério Marinho é acusado pelo MP de peculato e enriquecimento ilícito


O novo xodó de Jair Bolsonaro, Rogério Marinho, é acusado pelo MP de peculato e enriquecimento ilícito.

Diz a Veja:

“O ministro é réu em uma ação civil de improbidade ajuizada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte, em 2014, na qual é acusado de enriquecimento ilícito, danos ao erário e violação aos princípios administrativos. Paralelamente, responde a um processo pela prática de 21 casos de crime de peculato. O motivo das duas ações é o mesmo: Marinho é acusado de, enquanto presidente da Câmara Municipal de Natal, entre 2005 e 2007, autorizar a contratação de funcionários-fantasma para que vereadores, inclusive ele próprio, embolsassem os recursos.”


Com conteúdo O Antagonista 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.