Produção de camarão chega a 20,7 mil toneladas e RN segue líder nacional

Camarão produzido no Rio Grande do Norte — Foto: Reprodução/TV Globo

Com uma produção de 20,7 mil toneladas, o Rio Grande do Norte se manteve como maior produtor de camarão do Brasil em 2019. O dado faz parte da Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta quinta-feira (15). O resultado potiguar corresponde a 38,2% de toda a produção nacional.

As 20,7 mil toneladas geraram R$ 555,4 milhões. Ainda de acordo com o IBGE, o volume de recursos representa 46,8% do valor da carcinicultura brasileira. Na comparação com 2018, houve um crescimento de 5,1% na produção do crustáceo. Esse foi o terceiro ano consecutivo de crescimento.

Mapa mostra municípios com maiores produções de camarão no Rio Grande do Norte — Foto: IBGE

Entre os dez municípios com maior produção de camarão do Brasil, seis são potiguares: Pendências, Canguaretama, Arês, Mossoró, Senador Georgino Avelino e Nísia Floresta. A soma da produção deles representa 71% de todo o camarão produzido no estado.

O Rio Grande do Norte também é o maior produtor de larvas de camarão do Brasil com 6,7 milhões de milheiros em 2019. Essa quantidade representa 56% da produção nacional de larvas. Juntos, o RN e o Ceará produzem 93% das larvas de camarão nacionais.

Menor rebanho bovino do Nordeste

Seguindo a tendência nacional e da região Nordeste, o rebanho teve crescimento de 7% em 2019, comparado ao ano anterior, e chegou a 929,4 mil cabeças, de acordo com o levantamento do IBGE. Ainda assim, o rebanho potiguar é o menor do Nordeste e o quarto menor do Brasil.

O rebanho de caprino, por sua vez, variou negativamente no período, a quantidade cabeças caiu de 439.429 para 433.715. A redução de 1,3% segue na contração da região Nordeste, que teve crescimento de 6%.

O Rio Grande do Norte ainda verificou crescimento, em 2019, dos rebanhos ovinos (6%), suínos (7%) e de galináceos (29%).

Com conteúdo G1RN

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.