Covid-19: Confira calendário da vacinação divulgado pelo governo de SP


O governo de São Paulo apresentou hoje seu programa estadual de vacinação contra a covid-19, que tem início agendado para 25 de janeiro. Segundo o plano, primeiro serão vacinados profissionais da saúde, quilombolas e indígenas. Duas semanas depois, em 8 de fevereiro, começam os idosos divididos em quatro faixas etárias, completando assim o grupo prioritário da vacina.

A vacinação será realizada com a CoronaVac, a vacina contra a covid-19 desenvolvida e testada pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac. O governo paulista já recebeu até agora 120 mil doses prontas da vacina e mais o suficiente em insumos para envasar outro 1 milhão de doses pelo Butantan.

A vacina, porém, ainda precisa ter o registro aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o que deve acontecer, segundo a expectativa do governo paulista, em meados de janeiro.

Após a primeira data de vacinação, em 25 de janeiro, o mesmo grupo prioritário receberá uma segunda dose 21 dias depois, em 15 de fevereiro. Antes disso, em 8 de fevereiro, os idosos com 75 anos ou mais já começam a receber a primeira dose.

O grupo dos idosos ainda terá mais três faixas etárias: de 70 a 74 anos, com início em 15 de fevereiro, de 65 a 69 anos, que começa no dia 22 do mesmo mês, e de 60 a 64 anos, começando a vacinar em 1º de março. Assim, a primeira fase da vacinação dura pouco mais de dois meses, de 25 de janeiro até 28 de março.

Confira o calendário do programa de vacinação paulista:

Profissionais da saúde, quilombolas e indígenas: 1ª dose em 25 de janeiro e 2ª dose em 15 de fevereiro

Idosos com 75 anos ou mais: 1ª dose em 8 de fevereiro e 2ª dose em 1º de março

Idosos de 70 a 74 anos: 1ª dose em 15 de fevereiro e 2ª dose em 8 de março

Idosos de 65 a 69 anos: 1ª dose em 22 de fevereiro e 2ª dose em 15 de março

Idosos de 60 a 64 anos: 1ª dose em 1º de março e 2ª dose em 22 de março


Com conteúdo UOL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Furto na rede elétrica deixa mais de 8,8 mil imóveis sem luz em Areia Branca

Três grupos mostram interesse no Leilão do Porto Ilha

Homem é encontrado morto com sinais de espancamento em Areia Branca