Transição de governo em Mossoró vai parar no Ministério Público do RN

Ministério Público do Rio Grande do Norte (Foto: Reprodução)

O advogado e professor, Raul Santos que coordena a equipe de transição do prefeito eleito de Mossoró, Allyson Bezerra (SDD),  se manifestou na sua conta do Twitter na noite desta desta segunda-feira (7) sobre a demora da prefeita  Rosalba Ciarlini (PP) em disponibilizar documentos relevantes, o que compromete o início da gestãodo prefeito eleito, segundo Raul Santos. 

"Por isso, considerando-se a urgência e a necessidade de termos uma transição eficiente,  e também considerando a aparente desídia da prefeitura em fornecer os documentos necessários à equipe de transição, amanhã protocolarei, no MPRN, uma representação em desfavor da prefeita em exercício", escreveu o coordenador

Advogado e professor Raul Santos, coordenador da equipe de transição do prefeito eleito de Mossoró, Allyson Bezerra 

Veja o texto do Twitter na íntegra:

"Hoje é 07 de dezembro e, até essa data, nada de documento relevante disponibilizado pela Prefeitura para a equipe de transição do Prefeito Allyson Bezerra. Em matérias veiculadas pela imprensa, falou-se que "a maioria" da documentação seria entregue no dia 10/12.

E diz-se que isso havia sido combinado com entre as equipes. Não procede. Explico-lhes: primeiro, havia uma perspectiva de que uma parte da documentação seria entregue na terça dia 01/12; depois, outra parte seria entregue no dia 04/12.

Ao final, fecharíamos com a entrega de toda documentação no dia 10/12, que é prazo limite do limite do limite do limite razoável. Pela matéria, já percebi: no dia 10 virão com alguma documentação que dá pra achar no google e dirão que documentos foram entregues Insisto: no dia 10/12 temos de ter não "a maioria" da documentação, mas TODA a documentação. Não estamos falando de um negócio entre privados, mas de gestão pública que interessa a mais de 300 mil mossoroenses."

Por isso, considerando-se a urgência e a necessidade de termos uma transição eficiente, e também considerando a aparente desídia da Prefeitura em fornecer os documentos necessários à equipe de transição, amanhã protocolarei, no MPRN, uma representação em desfavor da Prefeita em exercício. O início da gestão do prefeito eleito já está comprometido com esse tipo de comportamento antidemocrático e nada republicano. Quem perde é a coletividade."


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.