Caern usará sonda para resgatar bomba presa a 380 metros de profundidade em Tibau

Equipes trabalham para tentar consertar poço em que bomba caiu em Tibau — Foto: Caern/Divulgação

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) confirmou que vai utilizar uma sonda, semelhante às usadas por empresas petrolíferas, para retirar a bomba do poço de Tibau, que caiu e está presa a uma profundidade de 380 metros. A operação de resgate terá início nesta quarta-feira (6). A cidade que fica a 328 km de Natal e a 40 km de Mossoró está sem o abastecimento de água desde o dia 29 de dezembro.

Também será usada uma câmera subterrânea para mostrar as condições no interior do poço e guiar o processo de retirada da bomba.

A bomba caiu no último dia 29, quando a Caern realizava o rebaixamento do equipamento, ação necessária pela baixa do nível da água no poço.

O uso do guindaste não foi suficiente para retirar o equipamento. De acordo com a Caern, a bomba - que pesa mais de duas toneladas e mede dois metros - está impedindo a passagem de água e o funcionamento do poço. A companhia destaca ainda que a sonda tem mais mobilidade que o guindaste e poderá descer ferramentas, de acordo com a necessidade do serviço.

Uma nova previsão de retomada do abastecimento de água em Tibau só será possível no decorrer da atividade com a sonda.


Com conteúdo G1RN

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.