Festa de aniversário com bolo e velas em ala covid é alvo de investigação em Mossoró; veja vídeo


Após conhecimento de uma "festa de aniversário" no último final de semana em uma ala covid de Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Mossoró, no oeste do Rio Grande do Norte, a Secretaria de Saúde da cidade abriu uma investigação para apurar o caso.

Em vídeo que circula nas redes sociais é possível ver um paciente segurando um bolo de aniversário com velas acesas enquanto várias pessoas, inclusive equipe médica e de enfermaria, cantam parabéns. Há outros pacientes na ala em macas.

"A Secretaria Municipal de Saúde de Mossoró tem clareza de que a conduta mostrada nas imagens não condiz com os protocolos de biossegurança de enfrentamento à Covid-19 amplamente adotados", esclarece a pasta, em nota obtida pelo UOL.

A secretaria ressalta que esses protocolos adotados pela pasta são válidos para todas as unidades de saúde do município, sendo espelhados inclusive em resultados positivos de cidades estrangeiras exemplos no combate da pandemia.

Na filmagem, além da equipe médica e de enfermaria, haviam outras pessoas cantando parabéns. Uma mulher chega até a retirar a máscara de oxigênio para que o paciente assopre e apague as velas do bolo.

Além do próprio risco de contaminação com as gotículas com o vírus que caíssem no bolo, outro risco no local era o das velas acesas ao lado de equipamentos médicos com oxigênio, inflamável.

Ao final do vídeo, após uma mulher dizer que partiria o bolo para ser distribuído, outra voz feminina grita que só receberia o bolo "quem não for diabético".

Na nota enviada ao UOL, a pasta de saúde afirmou, após identificação, que "todos os funcionários foram advertido e [que] foi aberto processo administrativo".

O episódio aconteceu no domingo (6) na UPA do bairro Belo Horizonte, zona sul de Mossoró (RN), e o diretor da unidade não estava no local, segundo assessoria de imprensa. A unidade concentra leitos clínicos para tratamento da covid na cidade.

Ainda segundo a assessoria, o paciente foi transferido na terça-feira (8) para o Hospital São Luiz, que também fica em Mossoró. Essa unidade recebe os pacientes mais graves da covid.



Com conteúdo UOL 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.