Lula tem 41,3% das intenções de voto e Bolsonaro, 26,6%, diz pesquisa da CNT


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera as intenções de voto para presidente em 2022, com 41,3% enquanto o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) aparece com 26,6%, segundo pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT) em parceria com o Instituto MDA.

Ciro Gomes (PDT) e o ex-ministro da Justiça e ex-juiz Sergio Moro aparecem empatados, com 5,9% na pesquisa estimulada. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), aparece com 2,1% das intenções de voto. Brancos e nulos somam 8,6%, os indecisos são 7,8%. 

Em junho, a pesquisa do instituto Inteligência em Pesquisa e Consultoria (Ipec), criado por ex-profissionais do Ibope, mostrava Lula com 49% e Bolsonaro, com 23%.

Os dados divulgados nesta segunda-feira (5) foram coletados entre os dias 1º e 3 de julho por meio de 2.002 entrevistas presenciais, em 137 municípios de 25 estados. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, com 95% de nível de confiança.

Na análise espontânea para Presidência da República, Lula tem 27,8% e Bolsonaro, 21,6%. Ciro aparece com 1,7% das intenções de voto, enquanto Moro e Doria ficam com 0,7%. Brancos e nulos ficam em 7,1% e indecisos somam 38,9%. 

Aprovação do governo Bolsonaro

A pesquisa feita pela CNT em parceria com o Instituto MDA também avaliou a aprovação do governo Bolsonaro. Os que possuem uma avaliação positiva do governo (ótimo ou bom) somam 27,7% – em fevereiro, eram 41,2%. Os que avaliam o governo como regular são 22,7% – em fevereiro, eram 30,2%. 

Já os que possuem uma avaliação negativa (ruim ou péssimo) do governo Bolsonaro somam 48,2% – em fevereiro, eram 35,5%. Não souberam ou não responderam somam 1,4%. 

Grau de confiança nas urnas eletrônicas

Funcionários do TRE lacram urnas para eleição municipal em CampinasFoto: Denny Cesare/Codigo19/Estadão Conteúdo (1º.nov.2020)

A pesquisa também questionou os brasileiros acerca da confiabilidade das urnas eletrônicas. Nesta segunda-feira (5), a comissão especial da Câmara dos Deputados analisa a proposta de emenda à Constituição (PEC) sobre o voto impresso. 

Na avaliação de 32,9% dos entrevistados, a urna eletrônica possui uma confiança elevada. Outros 30,8 confiam moderadamente no sistema eletrônico de votação. 15,8% dizem ter uma confiança baixa no dispositivo, enquanto 18,7% disseram não ter confiança. 


Com conteúdo CNN Brasil

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Furto na rede elétrica deixa mais de 8,8 mil imóveis sem luz em Areia Branca

Três grupos mostram interesse no Leilão do Porto Ilha

Homem é encontrado morto com sinais de espancamento em Areia Branca