Senador Jean Paul Prates é eleito para presidir ‘Comissão do Apagão’


Instalada nesta quinta-feira no Senado, a comissão temporária externa que irá monitorar e fiscalizar as causas e os efeitos da crise hídrica no Brasil elegeu o senador Jean Paul Prates (PT-RN) como presidente. José Aníbal (PSDB-SP) foi escolhido como relator.

Com 11 integrantes, o colegiado já é chamado entre senadores de “Comissão do Apagão” e terá um prazo de 180 dias de funcionamento. A principal missão do grupo é acompanhar a atuação da Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética (Creg), criada por medida provisória.

“Nós temos a intensão de atuar não somente nessa situação imediata, mas pensando no futuro. Nós temos recorrentes crises energéticas, infelizmente, como a crise de 2001 e 2002. E, aparentemente, algumas lições não foram apreendidas. Por isso, precisamos revisar esses cadernos, ouvir novos agentes e especialistas que fazem parte desse setor”, afirmou o presidente da comissão, que é líder da minoria no Senado.

Nesta quinta, os senadores já aprovaram um convite para que o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, apresente os resultados iniciais da Creg, presidida por ele. 


Com conteúdo Veja

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mossoró: Áudio de radialista prega chantagem contra vereadores em troca de dinheiro; ouça

RN recebe 81.700 doses da vacina contra Covid-19 neste sábado (20)

Pescadores do de Areia Branca fisgam atum azul de 400kg; veja vídeo