GOVERNO ATRASA PAGAMENTO E PIPEIROS AMEAÇAM SUSPENDER ABASTECIMENTO DE ÁGUA NO INTERIOR DO RN


O pagamento dos terceirizados que operam o serviço de carros-pipa no interior do Rio Grande do Norte está atrasado há três meses. Ao todo, 60 empresas fazem o trabalho, abastecendo 16 cidades atingidas pela seca. Alguns dos pipeiros ameaçam cruzar os braços se não receberem o dinheiro.

De acordo com o Gabinete Civil do Governo, o motivo do atraso foi a demora na abertura do orçamento do Estado neste ano, que foi publicado no Diário Oficial já no dia 16 de fevereiro. “Além disso, houve a implantação de um novo sistema financeiro pela Secretaria de Estado de Planejamento e das Finanças, o Sistema Integrado de Planejamento e Gestão Fiscal (Sigef). Assim, todos os processos tiveram de ser remanejados, o que retardou o trâmite processual até o pagamento”, afirmou o Gabinete Civil, através de nota.

A expectativa do Executivo Estadual é de que a situação seja regularizada até a semana que vem. “Durante este período, a operação foi mantida sem qualquer interrupção ou prejuízo à população”, acrescentou o Gabinete Civil.

O empresário Wilian César, proprietário de oito carros atuando na chamada Operação Vertente, disse que tem arcado com todos os custos de salários de motoristas, combustível e manutenção dos caminhões, apesar dos atrasos.

A história é confirmada pelos empresários Arinaldo Costa Maia, Alexandre Veras, Leonardo Salustino Porpino, Dário David de Carvalho e Emanuel Messias. Todos eles também atuam na prestação do serviço. “Está todo mundo com a corda no pescoço”, diz Arinaldo Maia.

Leonardo Porpino e Emanuel Messias disseram que têm intenção de retirar os carros do trabalho. Com os atrasos de pagamento, eles não têm conseguido mais custear o serviço. Leonardo tem quatro caminhões à disposição do Estado e Emanuel tem sete. Ao todo são 120 carros-pipa.

Os empresários afirmam que procuraram o Governo do Estado para saber do dinheiro. O montante destinado ao pagamento deles é oriundo da União, e já está na conta do Executivo do RN. Do outro lado, o Gabinete Civil argumenta que os pipeiros foram informados sobre a tramitação e possíveis atrasos.

G1 RN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Furto na rede elétrica deixa mais de 8,8 mil imóveis sem luz em Areia Branca

Três grupos mostram interesse no Leilão do Porto Ilha

Homem é encontrado morto com sinais de espancamento em Areia Branca