RN RECEBEM 'SINAL VERDE' PARA EXPORTAR FRUTAS PARA O CHILE

Melão produzido no Oeste potiguar é um dos produtos potiguares líderes de exportação — Foto: Anderson Barbosa/G1

Reconhecimento foi anunciado nesta sexta-feira (15) pelo governo do estado.
Por G1 RN

15/02/2019 12h20

O Rio Grande do Norte vai continuar exportando frutas para o Chile, principalmente melão e melancia. Em anúncio feito nesta sexta-feira (15), o governo potiguar informou que o Serviço Agrícola e Pecuário do Chile reconheceu 13 municípios da região Oeste potiguar (veja lista abaixo) como de área livre da mosca-das-frutas, ou seja, propícios para a produção de frutas frescas para exportação.

"A resolução que renova a exportação de frutas frescas para o Chile é de forma significativa o reconhecimento do trabalho efetivo na área livre e isso serve de parâmetro de mercado para outros países como a China por exemplo", explicou Luiz Roberto Barcelos, diretor da Agrícola Famosa e presidente do Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte.

Os municípios livres para a produção de frutas são Mossoró, Assu, Areia Branca, Baraúna, Serra do Mel, Grossos, Porto do Mangue, Tibau, Carnaubais, Ipanguaçu, Alto do Rodrigues, Afonso Bezerra e Upanema.

A ceratitis capitata, conhecida popularmente como mosca-das-frutas, é uma praga que preocupa agricultores, que temem o reflexo nas exportações. Ela ataca frutos maduros, deposita os ovos por baixo das cascas e as larvas se alimentam da polpa.

Mosca-das-frutas é uma praga que preocupa agricultores, que temem o reflexo nas exportações — Foto: Reprodução/ TV Grande Rio

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.