Vídeo: Avião de pequeno porte cai em Belo Horizonte e mata 3 pessoas


Um avião de pequeno porte com quatro pessoas a bordo caiu na manhã de hoje em uma rua de Belo Horizonte. Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente atingiu veículos e deixou ao menos três pessoas mortas e outras três feridas. A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) informou que a aeronave estava com as inspeções dentro do prazo de validade.

O Coronel Erlon Dias do Nascimento Botelho, subcomandante dos Bombeiros de MG, confirmou em entrevista coletiva que apenas um ocupante do avião morreu, que um dos mortos é pedestre e que o piloto foi resgatado com vida e encaminhado ao Hospital João 23.

"Foram três óbitos, um dentro da aeronave, um dentro de um veículo e um terceiro, provavelmente transeunte. E três vítimas, provavelmente ocupantes da aeronaves, que ficaram feridas e levadas aos hospitais", afirmou o subcomandante. Sobre a origem e destino do avião, Erlon disse que que "só vai poder ter esta noção quando o Cenipa [Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes] chegar.

Ele disse que "preliminarmente, as vítimas socorridas são homens, mas os [sexos dos] três óbitos é preciso verificar posteriormente". Após a suspeita de que o piloto utilizou um dos paraquedas para deixar o avião, o subcomandante afirmou que "não tem informação se foi utilizado por algum ocupante". "O que a gente viu é apenas o paraquedas, não temos informação de uso."

A queda aconteceu entre as ruas Mineva e Rosinha Sigaud, no bairro Caiçara. Foi neste mesmo local onde um outro avião caiu em abril deste ano. O endereço é próximo ao Aeroporto Carlos Prates e fica em uma área residencial.

O avião caiu sobre carros, que pegaram fogo. Algumas casas também foram parcialmente destruídas. O Corpo de Bombeiros enviou sete viaturas e um helicóptero para o local de resgate.

A aeronave

O avião de 1.360 quilos tinha capacidade para transportar três passageiros. De acordo com a Anac, pertence à Helicon Táxi Aéreo LTDA e seu operador é o Srrael Campras dos Santos. A empresa, no entanto, foi vendida no dia 15 de julho deste ano, segundo o administrador da Helicon, Jairo Cardoso, em entrevista ao UOL.

"O RAB (Registro Aeronáutico Brasileiro), que é o processo de compra e venda, foi protocolado em 14 de outubro", diz Cardoso. "A FAB (Forção Aérea Brasileira) processou a comunicação de venda no dia 16 de outubro."

De acordo com o administrador, o processo vem demorando para ser concluído em razão das "burocracias da Anac". "Também gostaríamos de saber porque demora tanto. Cardoso diz que o operador informado pela Anac (Srrael Campras dos Santos) é na verdade o atual proprietário do avião, avaliado em R$ 500 mil.

A aeronave, prefixo PR-ETJ, tinha autorização para aterrissagens noturnas e foi fabricado em 2007 pela Cirrus Design. Seu modelo era o SR20, equipado com apenas um motor, estava com certificados dentro da validade, segundo a Anac e o administrador da antiga proprietária: "Estava revisadinha, com notas de revisão emitidas em julho."

A IAM (Inspeção Anual de Manutenção) e o CA (Certificado de Aeronavegabilidade) venceriam em agosto do ano que vem e em maio de 2022, respectivamente.

O aeroporto

O Aeroporto de Belo Horizonte Carlos Prates iniciou suas atividades em janeiro de 1944, a fim de atender ao Aeroclube do Estado de Minas Gerais, fundado em 1936. Fica em uma área de 580 mil m² localizado a aproximadamente 7 km do centro de Belo Horizonte.

A pista de pouso possui 928x18 metros e os pátios de estacionamento de aeronaves têm mais de 5 mil m2. É um aeroporto especialmente dedicado à formação de pilotos, aviação desportiva, instrução, construção de aeronaves, aviação geral de pequeno porte, aviação de asa rotativa (helicópteros).

O aeroporto também é sede de diversas empresas de manutenção de aeronaves e escolas de aviação.

Fotos e vídeos


Nas redes sociais, alguns internautas compartilharam fotos e vídeos relacionados ao acidente.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.