Celso de Mello da 72 horas para Planalto entregar vídeo citado por Moro


Relator do inquérito que apura a interferência política de Jair Bolsonaro na Polícia Federal, o ministro Celso de Mello, do STF, deu 72 horas para que a Secretaria-Geral da Presidência encaminhe ao Supremo a cópia da gravação da reunião em que o presidente teria pressionado abertamente Sergio Moro.

“As autoridades destinatárias de tais ofícios deverão preservar a integridade do conteúdo da referida gravação ambiental (com sinais de áudio e vídeo), em ordem a impedir que os elementos nela contidos possam ser alterados, modificados ou até mesmos suprimidos, eis que constitui material probatório”, escreveu Mello.

Como se sabe, Moro citou em seu depoimento a cobrança explícita de Bolsonaro, numa reunião com ministros do governo em 22 de abril, para que ele demitisse o diretor da PF e o superintendente do órgão no Rio.

Com conteúdo Veja

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.