RN tem 2º pior índice de isolamento social entre os estados do Nordeste


O índice de isolamento social para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus no Rio Grande do Norte caiu para 40,7 % na quarta-feira (6). O levantamento é feito pela empresa de tecnologia In Loco, que tem feito um acompanhamento nacional sobre o assunto, com base em dados de 60 milhões de brasileiros, usuários de vários aplicativos de smartphones.

O RN tem o 2º pior índice de isolamento entre os estados do Nordeste, a frente apenas do Sergipe (40,5%), e a 8ª menor taxa do Brasil. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), restringir a circulação de pessoas é a alternativa mais eficaz contra a propagação do vírus e é também a única forma que os governos têm para conter o avanço da pandemia.

Levantamento da In Loco — Foto: Reprodução

A taxa de distanciamento divulgada nesta quinta-feira (7) é uma das menores registradas desde a chegada da Covid-19 no RN. O índice de 40,7% está bem abaixo do que a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) considera ideal para frear o coronavírus - cerca de 60% de isolamento.

Em entrevista coletiva na quarta-feira (6), o secretário adjunto da Sesap Petrônio Spinelli reforçou que o estado está mais próximo do lockdown, do que de uma reabertura. "Criou-se uma ilusão de que era possível flexibilizar, as pessoas começaram a se sentir livres porque 'nós estamos de máscara agora, então podemos ir para a rua' e nós não podemos ir para a rua. A queda no isolamento é prenúncio de medidas mais rígidas", acrescentou.

O bloqueio total, conhecido como lockdown foi instituído nesta semana em cidades do Maranhão e do Pará, e já é estudado em outras áreas do país, como Recife e Rio de Janeiro. Nele, a população só pode sair de casa para realização de atividades essenciais, como ir ao supermercado ou a uma consulta médica.

Até a manhã desta quinta-feira (7), o RN tem 72 mortes por coronavírus e 1.644 casos confirmados da doença.

Coleta de dados

A tecnologia da In Loco é embarcada em aplicativos de parceiros e clientes (bancos e grandes varejistas, por exemplo). Os usuários que voluntariamente instalam esses softwares podem ou não permitir a coleta de dados pela In Loco, que informa claramente as finalidades previstas na sua política de privacidade.

RN é o 8º estado com o menor índice de isolamento — Foto: Reprodução

A única informação coletada é a localização dos celulares, que é utilizada para fins de autenticação e verificação de segurança e anti-fraude, além de contagem de visitas em determinados estabelecimentos.

"Toda essa captação é feita sem identificar as pessoas. A tecnologia da In Loco foi desenvolvida de forma a não coletar dados de identificação civil, como nome, RG, CPF e e-mail", explicaram representantes da empresa. Os dados anônimos de localização coletados são agregados e transformados em estatísticas que são compartilhadas com órgãos públicos.

Com conteúdo G1RN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Furto na rede elétrica deixa mais de 8,8 mil imóveis sem luz em Areia Branca

Três grupos mostram interesse no Leilão do Porto Ilha

Homem é encontrado morto com sinais de espancamento em Areia Branca