"Vírus cruel", diz mulher de homem morto por Covid-19 em Mossoró, RN

Jânio Alexandre Fernandes Rego tinha 39 anos de idade e morreu nesta terça-feira (19), no terceiro dia de internação — Foto: Cedida

Jânio Alexandre Fernandes Rego tinha 39 anos de idade e morreu nesta terça-feira (19) de Covid-19, no terceiro dia após ser internado no hospital em Mossoró, no Oeste potiguar. “Esse vírus é cruel”, lamenta a esposa de Jânio, Jussara da Silva.

Ela conta que o marido estava com os pais em Tibau, cidade litorânea próxima a Mossoró, onde a família tem uma casa. “E eu dizendo pra ele voltar, que não podia ficar fora de casa, saindo”, recorda. Os dois têm um comércio e Jânio era o responsável por fazer as compras para abastecer a lanchonete. "Mas só saía o necessário, tomava todos os cuidados", afirma a esposa.

No dia em que chegou à cidade mossoroense, Jânio sentiu os sintomas do novo coronavírus. Ele foi levado até a Unidade de Pronto Atendimento do bairro Santo Antônio e, de lá, transferido para a UTI do Hospital Doutor Luiz Antônio.

Os familiares receberam a notícia do óbito por volta das 2h desta terça (19). Segundo Jussara da Silva, o marido era obeso, mas não sabia que tinha diabetes e hipertensão. Descobriu já no hospital. “A Covid piorou por causa desses outros problemas e ele faleceu”, diz a mulher.

Jânio era casado com Jussara há 21 anos. Os dois tiveram duas filhas, uma de 19 e a outra de 21 anos de idade.

Com conteúdo G1RN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Furto na rede elétrica deixa mais de 8,8 mil imóveis sem luz em Areia Branca

Três grupos mostram interesse no Leilão do Porto Ilha

Homem é encontrado morto com sinais de espancamento em Areia Branca