Nas redes sociais, Eduardo Bolsonaro posta foto de ato convocado por neonazistas na Alemanha


O deputado federal Eduardo Bolsonaro fez uma publicação em suas redes sociais neste domingo 2 endossando a manifestação ocorrida em Berlim, na Alemanha contra o isolamento social. Convocados por grupos neonazistas, mais de 10 mil pessoas foram às ruas no sábado, sem máscaras, e sem respeitar as regras de distanciamento, protestar contra as restrições que a pandemia do coronavírus impôs.

Em claro sinal de apoio, ao ato, Eduardo postou em suas redes: “Pelo visto não é só no Brasil que a população está insatisfeita com política de restrição de direitos usando a pandemia como justificativa”, escreveu.


A manifestação na capital alemã aconteceu em meio a uma escalada de contaminações por covid-19 no país europeu. O ministro da Economia da Alemanha, Peter Altmaier, pediu recentemente sanções mais duras por violações às regras de isolamento social e ações firmes em casos de “má conduta irresponsável”, por parte da população.

O ato teve como slogan “O fim da pandemia – Dia da liberdade”, uma referência ao filme homônimo “Dia da Liberdade”, produto de propaganda da cineasta nazista Leni Riefenstahl sobre o congresso do partido de Hitler, em 1935.

Ainda foi convocado pelo grupo neonazista “Querdenken 711”. O protesto teve diferentes bandeiras, inclusive símbolos proibidos pela Constituição alemã como a “Reichskriegsflagge”, a bandeira do Exército nazista usada durante a Segunda Guerra Mundial, com a famosa cruz do “Reich”, idealizada por Hitler. Um dos cartazes da manifestação trazia outra clara referência antissemita, com a frase: “A máscara é a Estrela de David nazista dos não-vacinados”, lembrando a estrela amarela que os judeus eram obrigados a usar no braço sob o regime de Hitler.

Com conteúdo Carta Capital

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.