Prefeito de Natal e agência de publicidade são alvos da PF em investigação por crime eleitoral

Prefeito reeleito de Natal, Álvaro Dias (PSDB) Foto: Reprodução 

Ontem a Polícia Federal cumpriu mandato de busca e apreensão na Agência Base Propaganda sob ordem da juíza Fátima Maria Costa Soares de Lima da 69ª Zona Eleitoral de Natal. O alvo da investigação é o indício de crime eleitoral envolvendo a empresa que presta serviços à Secretaria Municipal de Comunicação da capital e o prefeito reeleito Álvaro Dias (PSDB).

Foram apreendidos três computadores e um HD externo.

A denúncia formulada pelo senador Jean Paul Prates (PT), segundo colocado nas eleições desse ano, aponta que a Base Propaganda foi usada na campanha de Álvaro Dias. A suspeita é que os serviços eleitorais tenha sido pagos com o dinheiro dos contratos de publicidade institucional, que totalizam R$ 2.234,603,24.

Somente o senador Jean Paul Prates se manifestou oficialmente sobre o assunto. Confira a nota:

Reunimos provas que evidenciam que a empresa Base Propaganda firmou contrato com a Prefeitura do Natal após vencer licitação e já recebeu cerca de R$ 2,2 milhões para prestação de serviços de propaganda e comunicação digital ao Município. Também juntamos evidências de que o mesmo material produzido nesse serviço foi usado na campanha eleitoral.

Isso configura crime eleitoral, a partir do uso inapropriado de recursos do próprio Município em benefício da campanha de reeleição do atual prefeito. Para nós não há dúvidas de que a empresa contratada pela prefeitura prestou serviços à campanha de Álvaro Dias.

Temos confiança na Justiça e no andamento correto do processo eleitoral. Seguimos vigilantes para garantir que essa situação seja julgada com retidão, para que os envolvidos no suposto crime sejam punidos.

Senador Jean

Com conteúdo Blog do Barreto

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.